AO PÉ DA ESTANTE


AO PÉ DA ESTANTE... COM OS 'CÃES MALDITOS DE ARQUELAU'


Assim como distinguimos os gourmands dos gourmets quando falamos de comida, temos os vorazes e os degustadores quando falamos de livros.

Se você, leitor, é um degustador, a indicação de Sarasvati, hoje, cabe-lhe como uma luva!

Trata-se do livro Aqueles cães malditos de Arquelau, obra que teve sua justa fatia de sucesso no início da década de 1990.

O autor, Isaías Pessotti, é brasileiro, nascido em 1933, na cidade paulista de São Bernardo do Campo. Desde 1967 lecionou Psicologia na Faculdade de Medicina da USP, em Ribeirão Preto e, como pesquisador, dedicou-se ao estudo da evolução histórica dos conceitos psicopatológicos e das formas de tratamento da loucura, tendo editado vários livros sobre esse e outros temas acadêmicos.

No entanto, durante os anos 90, ele também escreveu três romances de investigação histórica: o excelente Aqueles cães malditos de Arquelau, de 1994, nossa indicação de hoje; O manuscrito de Mediavilla, de 1996, e A lua da verdade, de 1997.

Sob este belo e instigante título, a trama do premiado Aqueles cães malditos de Arquelau passa-se no final da década de 1960, em Milão, e conta o empenho de um grupo de jovens pesquisadores do Instituto Galilei em descobrir o que a história oficial, à época da Inquisição, tentara encobrir sobre uma personalidade importante do século XV. Tratava-se de um tal "bispo vermelho", como era conhecido numa villa do Piemonte, da qual o "bispo" fora o proprietário. Nessa villa, os pesquisadores encontram, de forma surpreendente e insólita, um manuscrito inédito, início de uma meada misteriosa que certamente vão desenrolar até o fim.

E não se enganem os degustadores com o estilo coloquial e bem-humorado de Pessotti, pois o seu conteúdo encerra na verdade um tesouro de erudição, um banho de informações sofisticadas sobre culinária, arquitetura antiga, história, e muito mais, com (muitas) pitadas de sensualidade e romantismo.

Aqueles cães malditos de Arquelau é, sem sombra de dúvida, a obra-prima de Isaías Pessotti. Foi, com justiça, eleito em 2005, por um júri de críticos literários, como um dos melhores romances brasileiros dos últimos 15 anos. Quem ainda não o degustou, deve incluí-lo em uma lista, ainda que hipotética, de coisas urgentes para fazer antes de morrer!


   268 Leituras


Saiba Mais

 
 
 
 




Próximo Ítem

author image
AO PÉ DA ESTANTE... À SICILIANA
Maio/2016

Ítem Anterior

author image
AO PÉ DA ESTANTE... NO AR, COM SANTOS DUMONT
Abril/2016



author image
SARASVATI

Nascida e criada na Índia, estudou na Universidade de Madras, morou em Goa (onde aprendeu português) e viajou pelo mundo em busca de autores e compositores diferentes. Apaixonada pela música brasileira, fixou-se em São Paulo, pela convivência pacífica entre religiões as mais diversas.