AO PÉ DA ESTANTE


AO PÉ DA ESTANTE... NA RÚSSIA


Escolhemos hoje dois escritores russos imperdíveis, mas com temáticas absolutamente diferentes. Cada um possui apenas uma obra publicada no Brasil.

A primeira indicada, a autora Marina Anatolyevna Alekseyeva, nasceu na Ucrânia em 1957, formou-se em Direito e, por 10 anos, trabalhou na polícia como especialista em criminologia. Sob o pseudônimo de Alexandra Marínina, escreveu mais de 40 romances, que venderam milhões de exemplares, em mais de 20 idiomas.

Seu único policial traduzido para o português, tanto no Brasil como em Portugal, é A face radiante da morte, cuja protagonista é a investigadora Anastasia (Nastya) Kamenskaya. Outra personagem, presente por coincidência, é Tatiana Obraztsova, investigadora em São Petersburgo e também escritora de romances policiais, sob o pseudônimo de Tatiana Tomílina. Provavelmente é um alter ego da autora. Enfim, Marínina brinca com tais meandros da literatura de mistério. O trabalho detetivesco se desenrola em equipe de policiais moscovitas, ainda que a maior capacidade dedutiva se concentre nas mãos de Nastya. Trata-se de obra pós-soviética, de 2003, apresentando-nos uma Rússia atual, com todas as suas características e problemas. É bem escrito, e embora a história comece com a descoberta do corpo de uma linda jovem, no meio do lixo, a narrativa é leve, profundamente humana e, portanto, universal. Aborda dramas e tramas de casamentos, relações familiares e, principalmente, relações de amizade. Certamente não se pode ignorar Alexandra Marínina, um dos nomes mais influentes na Rússia de hoje.

O segundo autor, Vassili Grossman, e sua obra-prima, Vida e destino, Sarasvati já os indicou na coluna de fevereiro de 2015, "Ao pé da estante...em meio à Segunda Guerra Mundial", como devem lembrar-se nossos leitores mais assíduos. Porém, a importância desta obra de Grossman no cenário do mundo atual certamente justifica nossa insistência. Vida e destino é aquele livro que guardamos para a vida e colocamos nas listas dos dez melhores já lidos, em todos os tempos. Comparado a Guerra e paz, de Tolstói, Vida e destino, de Vassili Grossman (também pseudônimo), levou três décadas entre sua realização, aprisionamento do livro e sua liberação. O autor faleceu em 1964 e a primeira publicação data de 1992, na era pós-soviética. A trama também aborda décadas de história da União Soviética, acompanhando algumas famílias, em especial na Batalha de Stalingrado, na Segunda Guerra Mundial, quando o autor foi correspondente no front. Um detalhe importante: os nomes russos são bem complicados, pois existem os nomes, os patronímicos e os apelidos. Para facilitar a vida do leitor, ao final da obra há um índice de personagens, com todas as variações nominais. Lemos Guerra e paz e, agora, Vida e destino - duas obras-primas, duas guerras - mas Grossman nos parece muito mais envolvente, da primeira à última página, com vários trechos cuja beleza nos enleva e convida à reflexão! Citamos apenas um, particularmente válido para a era em que vivemos (favor ignorar as regras indicativas para citações):

“A ideia dos agrupamentos humanos é determinada por apenas um objetivo principal: conquistar para as pessoas o direito de serem diferentes, especiais, de sentir, pensar, viver no mundo como querem, à sua maneira. Para conquistar esse direito, ou defendê-lo, ou ampliá-lo, as pessoas se agrupam. E daí nasce o preconceito horrível, porém poderoso, de que esses agrupamentos em nome de raça, Deus, Partido, Estado são o sentido da vida, e não um meio. Não, não, não! […]”


   253 Leituras


Saiba Mais

 
 
 
 
 
 




Próximo Ítem

author image
AO PÉ DA ESTANTE... NOS PRIMÓRDIOS DO SÉCULO XX, COM AS RAINHAS DO CRIME
Novembro/2016

Ítem Anterior

author image
AO PÉ DA ESTANTE... NO ITAMARATY
Setembro/2016



author image
SARASVATI

Nascida e criada na Índia, estudou na Universidade de Madras, morou em Goa (onde aprendeu português) e viajou pelo mundo em busca de autores e compositores diferentes. Apaixonada pela música brasileira, fixou-se em São Paulo, pela convivência pacífica entre religiões as mais diversas.