PRINCIPAL
COLUNAS
CURIOSIDADES
DESBASTANDO O ACERVO E OUTROS TRECOS DA BIBLIOTECONOMIA
EXPERIÊNCIAS
GENERALIDADES
MERCADO
NOTÍCIAS
TEXTOS
PESSOAL
DISCIPLINAS
CADASTRO
CONTATO
A BIBLIOTECA DO BIBLIOTECÁRIO
AÇÃO CULTURAL
ALÉM DAS BIBLIOTECAS
AO PÉ DA ESTANTE
ARQUIVOS E ARQUIVISTAS
BIBLIOTECA ESCOLAR
BIBLIOTECA ESCOLAR - NOVA FASE
BIBLIOTECA PÚBLICA
BIBLIOTECAS ACADÊMICAS
BIBLIOTECAS, SOCIEDAD Y ESTADO
BIBLIOTECONOMIA DIGITAL
CINEMA
COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO
COTIDIANO INFORMACIONAL
ESTAÇÃO BIBLIOTECA E AS PLATAFORMAS DO CONHECIMENTO
GESTÃO EMPRESARIAL NA ERA DA INFORMAÇÃO
INFORMAÇÃO E SAÚDE
INFORMAÇÃO JURÍDICA
LA ARCHIVÍSTICA EN LOS NUEVOS TIEMPOS
LEITURAS E LEITORES
LITERATURA INFANTOJUVENIL
MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO
NÃO ESTÁ NO GIBI
OBRAS RARAS
ONLINE/OFFLINE
ORGANIZAÇÕES DO CONHECIMENTO
PASSOS E ESPAÇOS DO ESTUDANTE
PRÁTICA PROFISSIONAL E ÉTICA
PRÁTICAS PROFISSIONAIS EM AMBIENTES DE INFORMAÇÃO
REFLEXÕES ÉTICAS
TEMPOS IDOS E VINDOS
OBRAS RARAS
Colunas Valéria Gauz
[Fevereiro/2017]
O SUPER PAPEL
Não nos espanta que seja a China o primeiro país a anunciar a criação do papel à prova d´água (e de outros líquidos) e, ao mesmo tempo, à prova de fogo. Afinal, são associadas à esse país algumas primazias históricas, incluindo a invenção desse suporte de escrita criado há cerca de 2000 anos. O papel, como se sabe, foi conhecido e difundido para a Europa pelos povos árabes na I... LEIA MAIS


ANTERIORES

[Dezembro/2016]
MARGINÁLIA

[Outubro/2015]
LIVROS DE EMBLEMA

[Março/2015]
MISTÉRIOS (QUASE DESVENDADOS) MEDIEVAIS

[Agosto/2014]
EDITORES ARTESANAIS BRASILEIROS

[Fevereiro/2014]
VISITA AO MUNDANEUM

[Dezembro/2013]
DA ITÁLIA PARA O MUNDO: O ROUBO DE LIVROS DA BIBLIOTECA GIROLAMINI

[Maio/2013]
GESTÃO DE ARQUIVOS ELETRÔNICOS – II

[Dezembro/2012]
GESTÃO DE ARQUIVOS ELETRÔNICOS - I

[Outubro/2012]
A CULTURA E OS LIVROS RAROS, EM MINÚSCULAS

[Abril/2012]
UM PRÊMIO PARA A MELHOR BIBLIOGRAFIA

[Fevereiro/2012]
EX-LIBRIS - III

[Setembro/2011]
A IMPORTÂNCIA DA BIBLIOGRAFIA DESCRITIVA

[Fevereiro/2011]
DE OLHO NO FUTURO DA NOSSA BIBLIOTECA NACIONAL

[Dezembro/2010]
NOVOS TEMPOS?

[Julho/2010]
UMA BANDA DE ROCK E SEU ACERVO RARO

[Março/2010]
RBMS E A PARTE ARQUIVÍSTICA DESSE GRUPO

[Outubro/2009]
EX-LIBRIS II

[Julho/2009]
EX-LIBRIS I

[Janeiro/2009]
OS DESEJADOS LIVROS RAROS

[Outubro/2008]
UMA QUESTÃO DE GOSTO

[Julho/2008]
LIVROS RAROS E PRESERVAÇÃO: ÁREAS AFINS EM TRANSIÇÃO

[Maio/2008]
RIO, 1808: O INÍCIO DE GRANDES MUDANÇAS

[Fevereiro/2008]
JOSÉ DE ANCHIETA, O APÓSTOLO DO BRASIL

[Novembro/2007]
CAMINHOS DE UM DOCUMENTO INÉDITO PARA A HISTÓRIA DO BRASIL

[Setembro/2007]
BIBLIOFILIA, ESSA PAIXÃO POR MANTER O LIVRO VIVO

[Julho/2007]
O HIPERTEXTO NO FINAL DO SÉCULO XIX

[Maio/2007]
HIPÓLITO DA COSTA E O CORREIO BRASILIENSE

[Abril/2007]
UM CIENTISTA BRASILEIRO EM PORTUGAL

[Março/2007]
DEGREDADOS NO BRASIL COLONIAL

[Fevereiro/2007]
VIVER E MORRER NO BRASIL HOLANDÊS

[Dezembro/2006]
FRANS POST

[Novembro/2006]
EDUCAÇÃO PARA BIBLIOTECÁRIOS DE LIVROS RAROS

[Agosto/2006]
TRANSFERÊNCIA: QUEM FAZ?

[Agosto/2006]
NOVA PERSPECTIVA PARA A AQUISIÇÃO DE LIVROS RAROS E COLEÇÕES ESPECIAIS

[Julho/2006]
ROUBO DE LIVROS RAROS: ALGUMAS QUESTÕES MORAIS

[Junho/2006]
EXPERIÊNCIAS DE UM CATALOGADOR DE LIVROS RAROS - II

[Maio/2006]
EXPERIÊNCIAS DE UM CATALOGADOR DE LIVROS RAROS

[Abril/2006]
MEIO AMBIENTE NO BRASIL COLONIAL; ALGUMAS POUCAS CONSIDERAÇÕES

[Março/2006]
IH! PASSOU O ENTRUDO!

[Janeiro/2006]
DOCUMENTOS (RAROS) ELETRÔNICOS - PARTE II

[Dezembro/2005]
DOCUMENTOS (RAROS) ELETRÔNICOS - PARTE 1

[Novembro/2005]
LIVROS PEQUENOS NUM GRANDE MUNDO

[Outubro/2005]
DE ROUBOS E ROUBOS

[Agosto/2005]
POLÊMICA SOBRE A DIGITALIZAÇÃO DE ACERVO DO GOOGLE

[Junho/2005]
UM GOOGLE ESPECIAL PARA LIVROS RAROS, POR QUÊ NÃO?

[Maio/2005]
LIVROS, LIVROS E MAIS LIVROS

[Abril/2005]
INSTITUTO RICARDO BRENNAND

[Março/2005]
IMPRENTAS GUARANÍTICAS

[Fevereiro/2005]
ACADEMIAS LITERÁRIAS NO BRASIL COLONIAL

[Janeiro/2005]
APESAR DO NAUFRÁGIO

[Dezembro/2004]
O MERCADO DE LIVROS USADOS

[Novembro/2004]
PARCERIA PERFEITA EM DOIS TEMPOS - II

[Outubro/2004]
PARCERIA PERFEITA EM DOIS TEMPOS - I

[Setembro/2004]
TÉCNICAS MODERNAS AVALIAM OBRAS ANTIGAS

[Julho/2004]
MEMÓRIA DO MUNDO

[Junho/2004]
ASSIM COMO ERA NO PRINCÍPIO, AGORA, E SEMPRE: ROUBO DE LIVROS RAROS

[Maio/2004]
ALEXANDRE RODRIGUES FERREIRA EM RÁPIDO RISCADO

[Abril/2004]
O PADRE REPENTISTA

[Março/2004]
FREI VELLOSO, UM RELIGIOSO AMANTE DE PLANTAS E LIVROS

[Fevereiro/2004]
CATALOGAÇÃO DE LIVROS RAROS - ASPECTOS DE SEGURANÇA

[Janeiro/2004]
CATALOGAÇÃO DE LIVROS RAROS - MAIS CONSIDERAÇÕES

[Dezembro/2003]
CATALOGAÇÃO DE LIVROS RAROS - ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

[Novembro/2003]
MERCADO DE LIVROS RAROS: O QUE SE COLECIONA HOJE?

[Outubro/2003]
MISSÕES JESUÍTICAS NO PARAGUAI - II

[Setembro/2003]
MISSÕES JESUÍTICAS NO PARAGUAI - I

[Agosto/2003]
A ESCOLA DE LIVROS RAROS

[Julho/2003]
MATERIALIDADE DE LIVROS - IV

[Junho/2003]
MATERIALIDADE DE LIVROS - III

[Maio/2003]
MATERIALIDADE DE LIVROS - II

[Abril/2003]
MATERIALIDADE DE LIVROS - I

[Março/2003]
DE VOLTA À RHODE ISLAND

[Fevereiro/2003]
NEM TODA JCB É JOCKEY CLUB BRASILEIRO OU JOURNAL OF CELL BIOLOGY



 Sobre Valéria Gauz
Mestra e doutora em Ciência da Informação pelo IBICT, bibliotecária de livros raros desde 1982, atualmente trabalha no Museu da República. É pesquisadora em Comunicação Científica e Informação em Museus. Ocupou diversos cargos técnicos e administrativos durante 14 anos na Fundação Biblioteca Nacional e trabalhou na John Carter Brown Library, Brown University (EUA), de 1998 a 2005

Entre em contato com Valéria Gauz, clicando AQUI.


Desenvolvido por LLT Hosting & Development © Info Home 2005