BIBLIOCONTOS


SEU LUNGA NA BIBLIOTECA: OUTRAS HISTÓRIAS

O Seu Lunga por não ter muita paciência com gente de conversa mole e perguntas imbecis, preferia dialogar com os livros, em especial, com as obras à disposição na biblioteca pública da sua cidade, e da qual era frequentador assíduo e um voraz leitor.

Certo dia, o Seu Lunga saia da biblioteca com alguns livros, quando um passante o interpela:

- Tá levando livros pra ler, seu Lunga?

Ato contínuo, ele responde:

- Não, estou levando os livros para tomar ar!

E segue caminhando, enquanto abre as obras uma-a-uma contra o vento.

Tempo depois, um funcionário da biblioteca verificando os registros das obras emprestadas, vai a loja do Seu Lunga avisá-lo dos atrasos:

- Oi, Seu Lunga! Vim avisar que os livros da biblioteca venceram.

E ele sem parar o que estava fazendo, responde:

- Meu filho! Escute cá! Pra mim pode perder, ganhar ou empatar. Eu tô lá interessado em jogo de livro da biblioteca. Vai comemorar na praça, vai!

Autor: Fernando Modesto

   109 Leituras


author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.