BIBLIOCANTOS


ÚLTIMO PAU DE ARARA/NOS BRAÇOS DA BIBLIOTECÁRIA

 

 

Último Pau de Arara

 

Luíz Gonzaga

Composição: Venâncio / Corumba / J.Guimarâes

 

A vida aqui só é ruim

Quando não chove no chão

Mas se chover dá de tudo

Fartura tem de montão

Tomara que chova logo

Tomara meu Deus tomara

Só deixo o meu cariri

No último pau-de-arara (bis)

Enquanto a minha vaquinha

Tiver o couro e o osso

E puder com o chocalho

Pendurado no pescoço

Eu vou ficando por aqui

Que deus do céu me ajude

Quem sai da terra natal

Em outros cantos não para

Só deixo o meu cariri

No último pau-de-arara (bis)

Nos Braços da Bibliotecária

 

 

Versão: Fernando Modesto

 

A biblioteca aqui é assim

Quando busco por informação

mesmo sem conhecer acho tudo

Fartura de documentação

Bibliotecária que busco

Bibliotecária meu Deus bibliotecária

Não saio mais daqui

Tô nos braços da bibliotecária (bis)

Enquanto a minha pesquisa

Tiver o apoio e o acesso

E puder pro trabalho

Lavantar o dado no todo

Eu vou consultado por aqui

Neste céu de solicitude

Quem vai a biblioteca é legal

Em outros cantos não acha

Não saio mais daqui

Tô nos braços da bibliotecária (bis)

 

Autor: Fernando Modesto

   20 Leituras


author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.