BIBLIOCANTOS


AQUI E AGORA/AQUI BIBLIOTECA

 

Aqui e Agora

Gilberto Gil

O melhor lugar do mundo é aqui,

E agora [bis]

Aqui onde indefinido

Agora que é quase quando

Quando ser leve ou pesado

Deixa de fazer sentido

Aqui de onde o olho mira

Agora que ouvido escuta

O tempo que a voz não fala

Mas que o coração tributa

O melhor lugar do mundo é aqui,

E agora [bis]

Aqui onde a cor é clara

Agora que é tudo escuro

Viver em Guadalajara

Dentro de um figo maduro

Aqui longe em nova deli

Agora sete, oito ou nove

Sentir é questão de pele

Amor é tudo que move

O melhor lugar do mundo é aqui,

E agora [bis]

Aqui perto passa um rio

Agora eu vi um lagarto

Morrer deve ser tão frio

Quanto na hora do parto

Aqui fora de perigo

Agora dentro de instantes

Depois de tudo que eu digo

Muito embora muito antes

O melhor lugar do mundo é aqui,

E agora [bis]

Aqui Biblioteca

Versão Fernando Modesto

O melhor lugar do mundo é aqui,

Biblioteca [bis]

Aqui onde o infinito

Aflora para o bem humano

Disseminando ao ser o registrado

Caixa de saber sortido

Aqui aonde o olho brilha

Revigora o desejo da procura

No templo porta-voz da história

Formas da informação absoluta

O melhor lugar do mundo é aqui,

Biblioteca [bis]

Aqui onde mediador aclara

Aurora ao que é tudo obscuro

Promover ideia clara

Dentro de um acervo maduro

Aqui onde se chega ali

Agora encontre ou acesse

Sentir a informação que impele

Valor em tudo que renove

O melhor lugar do mundo é aqui,

Biblioteca [bis]

Aqui experto passa a usuário

Provedora do saber farto

Manter esse saber tão necessário

Bibliocanto do material tratado

Aqui assegura do perigo

Acolhedora dentro de estantes

Depois ao estudo que é seu abrigo

Gratuito agora e muito antes

O melhor lugar do mundo é aqui,

Biblioteca [bis]

Autor: Fernando Modesto

   94 Leituras


author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.