BIBLIOCANTOS


CASA NO CAMPO

 

Casa No Campo

Composição: Zé Rodrix e Tavito

 

Eu quero uma casa no campo

Onde eu possa compor muitos rocks rurais

E tenha somente a certeza

Dos amigos do peito e nada mais

 

Eu quero uma casa no campo

Onde eu possa ficar no tamanho da paz

E tenha somente a certeza

Dos limites do corpo e nada mais

 

Eu quero carneiros e cabras pastando solenes

No meu jardim

Eu quero o silêncio das línguas cansadas

Eu quero a esperança de óculos

Meu filho de cuca legal

Eu quero plantar e colher com a mão

A pimenta e o sal

 

Eu quero uma casa no campo

Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé

Onde eu possa plantar meus amigos

Meus discos e livros

E nada mais

 

Biblioteca em todo Canto

Versão: Fernando Modesto

 

Eu quero Biblioteca em todo canto

Onde possa dispor muitos  bons materiais
E se tenha somente a certeza
Do abrigo atento aos que querem mais

 

 

Eu quero Biblioteca em todo canto

E bibliotecário a mostrar do que é capaz

Com sanha somente da certeza

Das demandas do povo e nada mais

 

Eu quero usuários nas obras consultando imponentes

Conhecimento sem fim

Não quero o silêncio das línguas iletradas

Eu quero a sapiência sem invólucros

O leitor de cuca legal

Na biblioteca a usar e obter informação

A riqueza vital

 

 

Eu quero Biblioteca em todo canto

Feita de ideal, até pau-a-pique e sapé

Onde possa ampliar os amigos

Sorrisos e sonhos

E muito mais

 

Autor: Fernando Modesto

   23 Leituras


author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.