GERAL


MAIS DIFÍCEIS, ATÉ PARA CIENTISTAS


Está cada vez mais penoso ler e compreender os artigos científicos, instrumento por excelência de compartilhamento de ideias e resultados entre pesquisadores. E o aumento da dificuldade não se deve apenas à maior produção e especialização das áreas da ciência. Os textos estão mais herméticos por causa do uso excessivo de siglas e jargão acadêmico, segundo estudos recentes. A ecóloga Zoe Doubleday, da Universidade do Sul da Austrália, e o estatístico Adrian Barnett, da Universidade de Tecnologia de Queensland, ambas na Austrália, analisaram 24 milhões de títulos e 18 milhões de resumos de artigos publicados entre 1950 e 2019. No período, o uso de acrônimos cresceu 10 vezes nos abstracts (de 0,4 a cada 100 palavras para 4 a cada 100) e 3,4 vezes nos títulos. Foram identificados 1.112.345 acrônimos diferentes no material analisado, mas apenas 2 mil (0,2% do total) eram usados regularmente. A maioria (79%) apareceu menos de 10 vezes em sete décadas (eLife, 23 de julho). Em um estudo anterior, o grupo de William Thompson, do Instituto Karolinska, na Suécia, avaliou 709 mil resumos de trabalhos publicados entre 1881 e 2015 e identificou um aumento no uso desnecessário de jargão científico. Uma análise recente de 21 mil artigos de espeleologia publicados nos últimos 30 anos indica que usar mais jargão reduz o número de vezes que o trabalho é mencionado por outros artigos (biorXiv, 21 de agosto).


Fonte: Pesquisa FAPESP. Ano 21, n. 296, p. 13, out. 2020

   58 Leituras


Sem Próximos Ítens

Ítem Anterior

author image
NA ÁFRICA DO SUL, BIBLIOTECA JAGGER TEM GRANDE PARTE DO ACERVO DESTRUÍDO POR INCÊNDIO
Abril/2021



author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.