PRIMEIRA PÁGINA


A MUSA E AS LETRAS


João Augusto

Símbolo sexual que arrastou milhões aos cinemas em todo o mundo, no século XX, a atriz norte-americana Marilyn Monroe não cultivava apenas a aparência. Preocupava-se com o conteúdo, embora fizesse menos uso deste, em público, do que de seus predicados em medidas perfeitas para estilistas e presidentes. Segundo o editor Courtney Hodell, da Straus and Giroux, Marilyn gostava muito de ler e escrevia belos poemas.

 

(Nota OFAJ: acompanha a notícia uma foto de Marilyn lendo Ulisses, de James Joyce)


Fonte: Brasil Que Lê, n. 195, de 06 a 12/05/2011

   64 Leituras


Próximo Ítem

author image
ESPAÇO VIRTUAL SOBRE ÉTICA
Março/2012

Ítem Anterior

author image
LANÇAMENTO - LIVRO
Fevereiro/2012



author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.