PRIMEIRA PÁGINA


COMUNICAÇÃO IMPORTA


Pesquisa recente revela que a qualidade da conversa com a criança é mais relevante do que número de palavras.

Estudo feito nos EUA em 1995 ficou famoso ao diagnosticar que crianças pobre chegam à pré-escola em desvantagem por ter menos vocabulário do que as ricas. Segundo o estudo, aos 3 anos, os mais avantajados já haviam sido expostos a 3 milhões de palavras. Já pesquisas mais recentes descontroem a questão de quantidade e indicam que o mais importante é o cuidado e a qualidade da conversa com a criança. Frases que compartilham conhecimentos e sensações, como “olhe, um cachorro” ou “nossa, que frio”, a conhecida voz adocicada que os pais costumam usar com os bebês e o incentivo à fluência com retornos que demonstram compreensão como “sim, é um ônibus”, têm se provado mais eficientes.


Fonte: Carta Fundamental, n. 63, p. 15, nov. 2014

   57 Leituras


Próximo Ítem

author image
HOMENAGEM AO DIA DO BIBLIOTECÁRIO – CRB-2
Março/2015

Ítem Anterior

author image
DIA DO BIBLIOTECÁRIO
Março/2015



author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.