GERAL


CONTRA O CRIME, LITERATURA

  • Autor não informado
  • Outubro/2010

Uma iniciativa de política penal e – de modo surpreendente e muito mais ambicioso – uma alternativa ao encarceramento. É isso que pretende o programa "Changing lives through literature" ("Mudando vidas através da literatura", em tradução livre), que começou de forma modesta em 1991 e cuja expansão, do estado de Massachusetts para sete outros estados dos EUA, tem chamado atenção de toda a imprensa norte-americana.

 

Através do Changing Lives, juízes podem sentenciar criminosos a assistirem aulas de literatura, como uma alternativa à prisão. Um  estudo feito por uma organização da área de Justiça Criminal concluiu que, após o período de um ano, o programa reduziu significativamente a taxa de reincidência criminal para 18% - abaixo da média nacional norte-americana de 45%.

 

"Como professor de literatura, acredito profundamente no poder que ela tem. Se as pessoas prestassem mais atenção à leitura, à profunda concentração e à boa literatura, muitos dos grandes problemas de política pública estariam, se não resolvidos, pelo menos em parte solucionados. As pessoas nunca pensaram de fato na literatura. O que me faz procurar sempre oportunidades para mostrá-las isso”, diz o professorRobert Waxler (o primeiro à esquerda na foto), da Universidade de Massachusetts, que criou o Changing Lives no início da década de 1990.

Fonte: Clique Aqui
Divulgado por Márcia Pellegrine - Enviado para "3.setor" em 16/09/2010

   12 Leituras


author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.