GERAL


HOMEM É PROIBIDO DE FREQUENTAR BIBLIOTECA POR CAUSA DO FEDOR

  • Autor não informado
  • Março/2012

Stuart Penman levou cartão vermelho da biblioteca pública da cidade de Wigston Magna (Inglaterra). A justificativa: ninguém mais aguentava o "poderoso" fedor que emana do corpo do homem de 27 anos. A direção da biblioteca afirmou que alertara incontáveis vezes sobre o mau cheiro de Stuart, que vinha incomodando funcionários e frequentadores do local.

 

Mas Stuart não fez nada. Para evitar que as pessoas deixem o local sempre que Stuart chega, a direção resolveu pelo mais fácil: o sujeito ficará longe de lá até que melhore sua higiene pessoal.

 

O "fedorento" tentou se defender: "Eu tomo banho todos os dias, mas percebi que tenho chulé. Eu moro com a minha mãe, que fuma. Então eu também fico com cheiro de cigarro. Na verdade acho que fui afastado porque eles não gostam de mim. Umas mulheres que trabalham lá simplesmente disseram para eu sair porque cheiro mal."

 

"Recebemos várias queixas durante um ano. Não é o cheiro de cigarro, é o fedor do seu corpo. Estava ficando cada vez pior. Quando percebemos que as pessoas estavam deixando de ir à biblioteca, não tivemos outra escolha", disse Margaret Bellamy, autoridade municipal responsável por bibliotecas.

 

A namorada de Stuart, Laila Spencer, de 23 anos, que também mora com ele, confirmou que o companheiro se banha diariamente, mas que tem "alguns problemas às vezes". Huummmm...

Fonte: Clique Aqui
Divulgado por Marlon Magno - Enviado para "Biblio-UFF" em 14/12/2009

   7 Leituras


author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.