PRINCIPAL
COLUNAS
CURIOSIDADES
DESBASTANDO O ACERVO E OUTROS TRECOS DA BIBLIOTECONOMIA
EXPERIÊNCIAS
GENERALIDADES
MERCADO
NOTÍCIAS
TEXTOS
PESSOAL
DISCIPLINAS
CADASTRO
CONTATO
NOTÍCIAS

A WIKIPEDIA E AS ESTRATÉGIAS DE COLABORAÇÃO NA INTERNET
[14/02/2013]

Cassiano Gobbet

 

Ritmo de crescimento da grande enciclopédia colaborativa diminui, e sugere que sites baseados em inteligência coletiva precisam valorizar e estimular ação de seus usuários mais intensos

 

A expansão maciça da comunidade digital na última década e meia originou diversos fenômenos – como o crowdsourcing e a long tail, por exemplo – e deu (ou melhor, ainda dá) a sensação de que o crescimento da economia digital possa ser eterno. Essa impressão, que é filha legítima do capitalismo, é enganosa. Os fenômenos digitais também têm limites. A desaceleração da atividade que mantém viva a Wikipedia é um sinal disso. Os heavy users são em número restrito e empreendimentos baseados em crowdsourcing precisarão cada vez mais de recursos de gamificação. A capacidade de atrair usuários dispostos a participar é cada vez mais a alma do negócio.

 

A Wikipedia talvez seja o exemplo mais bem acabado de produção através de crowdsourcing, uma vez que desenvolveu um sistema de controle de qualidade bastante eficiente para seu tamanho. Seu crescimento em tamanho e engajamento na última década fez com que a URL fosse umas das mais visitadas. Virou referência para estudantes e jornalistas e consegue ter verbetes que são espetacularmente profundos. Contudo, era de se esperar que o aumento de tráfego tivesse um limite. Nem todo mundo tinha o hábito de consultar enciclopédias e não se faz de um analfabeto um leitor sem ensiná-lo a ler antes.

 

A queda de crescimento não significa estagnação. O site tem cerca de 360 milhões de leitores e cem mil contribuidores ativos para manusear os 25 milhões de artigos em 275 línguas. O ritmo do aumento desse número é que caiu, indicando mais uma vez que o recurso mais valioso de uma comunidade ou site são os seus heavy users e eles tendem a ser cada vez mais valorizados conforme a Internet vai atingindo sua saturação.

 

O tamanho da Wikipedia combinado com a desaceleração de seu crescimento (de novo: o tráfego permanece crescendo – só o ritmo diminuiu), entretanto, indica questões delicadas que a gerência do serviço terá de fazer. Os contribuidores da enciclopédia digital têm seu escasso tempo disputado por inúmeros focos de atenção, como outros sites e redes sociais e é nessa luta que a Wiki terá de se reinventar, assim como qualquer outra iniciativa de crowdsourcing.

 

Essa reinvenção passa por um tratamento para renovar o estímulo dos colaboradores. Há uma série de recursos disponíveis (incluindo pagamentos em dinheiro, claro), mas a gamificação é provavelmente o que mais crescerá, porque envolve muito menos recursos materiais do que estratégia. Os estímulos dos colaboradores em plataformas de crowdsourcing são amplamente modeláveis, indo de rankings a diferentes status, ou, em casos mais sofisticados, passando pela criação de prêmios virtuais (como badges ou créditos) ou materiais, dependendo da natureza do projeto.

 

O crescimento e saturação do ambiente virtual tendem a forçar os gerentes desses serviços a disputar a tapa esses usuários capazes de levantar grandes projetos como abelhas operárias numa colméia. No caso da Wikipedia, especificamente, um investimento mais forte em compartilhamento social e uma otimização para fácil utilização do conteúdo através de feeds assinados pelo projeto certamente teriam impacto no recrutamento de novos membros. Não há nenhum risco iminente para a maior enciclopédia do mundo por hora, mas no ambiente digital, o próximo passo tem de ser sempre dado antecipadamente

 

Cassiano Gobbet, em Moxphere.com






Desenvolvido por LLT Hosting & Development © Info Home 2005