GERAL


BIBLIOTECAS AO AR LIVRE AJUDAM A POPULARIZAR A LEITURA NA ALEMANHA

  • Autor não informado
  • Junho/2007

Sem recepcionistas, chaves ou cadeados, centenas de livros estão constantemente disponíveis à comunidade. A iniciativa incentiva e populariza a leitura.

A Alameda Poppelsdorfer Allee é uma das ruas mais charmosas e luxuosas da cidade de Bonn, na Alemanha. Tem cerca de 800 metros de área arborizada, ladeada por prédios de arquitetura típica do Gründerzeit (período posterior à Revolução Industrial Alemã, a partir de 1871).

Ao centro, um campo gramado. Ao fundo, o castelo Clemensruhe, que foi construído de 1715 a 1740 e pertenceu ao prínciper de Colônia Joseph Clemens e seu sobrinho e sucessor Clemens August I. O local fica próximo à estação central de metrô. Além de ponto turístico da cidade, a região é eleita por muitos para a prática de várias atividades como jogging, encontros e passeios. Ao passar por esta rua, quem é amante da leitura é atraído de
forma especial.

Uma biblioteca ao ar livre oferece cerca de 200 títulos dos mais variados estilos, do romance à auto-ajuda, de infantis a biografias. Com sorte, é possível encontrar publicações em outros idiomas, além do alemão.

Assim: sem controle, recepcionista ou cadeados. É um armário de madeira com portas de vidro, onde quem quiser pode pegar livros emprestados. Tudo na base da confiança. Escolheu, pegou emprestado. Leu, devolveu. Gostou demais? Trouxe outro livro e colocou no lugar daquele.

A iniciativa dos armários com livros é resultado de uma competição para promover a vida cívica e cultural na cidade, realizada pela Fundação Cidadãos de Bonn (Bürgerstiftung Bonn), em 2002. Mais de 130 propostas foram apresentadas, entre elas esse projeto do então estudante de design Trixi Royek.

"Desde o início de seu funcionamento, os armários ganharam espaço no coração dos cidadãos de Bonn", afirma Juergen Reske, gerente da fundação. A primeira biblioteca outdoor foi implantada na Alameda Poppelsdorfer Allee em 2003. Em 2005, outro armário foi colocado próximo ao Rio Reno, no bairro de Beuel. A fundação estima que pelo menos 100 pessoas utilizam cada um deles diariamente.

Em julho deste ano, foi inaugurada uma terceira biblioteca no bairro de Bad Godesberg, desta vez com uma estrutura maior, tendo 14metros quadrados e 1.500 títulos. Segundo Reske, o objetivo é "colocar o livro como um importante símbolo cultural aos olhos do público e também promover o contato entre as pessoas".

Com a chegada do inverno, o movimento de leitores nos bancos próximos ao Reno diminui. As temperaturas em Bonn já baixaram à média de 10 graus durante o dia, o que espanta o público dos espaços abertos. Mas o intercâmbio cultural promovido pelas bibliotecas outdoor continua o ano inteiro. Um exemplo de como é possível incentivar a leitura através da simples reciclagem do conhecimento.

Fonte: Clique Aqui
Divulgado por Elis Regina Alves – Enviado para “bibamigos” em 18/04/2007

   11 Leituras


author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.