GERAL


INSTITUTO DO MCT DESENVOLVERÁ PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO DE BIBLIOTECAS

  • Autor não informado
  • Julho/2009

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) escolheu o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), órgão vinculado ao MCT, para desenvolver um projeto de fortalecimento das bibliotecas públicas de todo o país

A Fundação Bill & Melinda Gates repassará ao instituto brasileiro, por meio da Unesco, cerca de US$ 2,5 milhões. A proposta prevê o desenvolvimento de uma metodologia de acesso à informação e, ainda, a formação de profissionais que trabalham em bibliotecas.

Para que o acordo fosse concretizado, a Unesco aguardava apenas o aval do ministro da C&T, Sergio Rezende, que aprovou o acordo e elogiou o trabalho de disseminação do Ibitc em promover a competência, o desenvolvimento de recursos e a infra-estrutura de informação em ciência e tecnologia para a produção, socialização e integração do conhecimento científico-tecnológico.

“As cooperações internacionais, neste sentido, fortalecem a disseminação do conhecimento, além de ser de extrema relevância para estudantes e profissionais de um modo em geral”, destacou.

No encontro o ministro também apresentou aos representantes da Unesco dados que mostram os avanços no Brasil na formação de pesquisadores. Rezende ressaltou que o número total de doutores no país com alguma atividade é da ordem de 70 mil. “Envolvidos em atividades científica no CNPq temos 41 mil mestres, 118 mil pesquisadores, 50 mil doutorandos e 92 mil mestrandos", informou o ministro.

O ministro destacou também o avanço do Brasil em termos de publicações científicas. O Brasil subiu duas posições no ranking de número de artigos científicos publicados em 2008 e já ocupa a 13ª posição. Em 2007, o país estava no 15º lugar, atrás da Holanda e da Rússia, países que foram ultrapassados este ano.

Ibict

O diretor do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Emir Suaiden, citou um dos trabalhos do Ibict na difusão do conhecimento, que desenvolveu um software para deficientes visuais, utilizado atualmente pela Biblioteca de Brasília. Ele agradeceu ainda o apoio do ministro Sergio Rezende e sua posição diante do acordo com a Unesco.

Suaiden explicou que após a reunião com o ministro será formulado o projeto de reestruturação das bibliotecas. “Ainda não temos um projeto definido. Antes de desenvolvê-lo esperávamos a aprovação do ministro. Vamos partir agora para delinear a metodologia de trabalho”, disse.

(Assessoria de Comunicação do MCT)

Fonte: Jornal da Ciência - JC e-mail 3771, de 28 de Maio de 2009
Divulgado por Brígida Cervantes – Enviado para Infohome em 30/05/2009


author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.