GERAL


COVID-19: FERRAMENTAS PARA TELETRABALHO


Neste momento em que vários trabalhadores atuam remotamente para evitar a propagação do novo Coronavírus, inclusive bibliotecários e demais profissionais da informação, é importante conhecer algumas ferramentas gratuitas disponíveis para auxiliar a realização das tarefas profissionais no ambiente doméstico, o chamado home office:

Pesquisa bibliográfica/Busca de artigos científicos

Portal CAPES (Periódicos) – Disponibiliza o texto integral de artigos de milhares de revistas científicas brasileiras e internacionais, com o intuito de fortalecer os programas de pós-graduação no Brasil através da democratização do acesso à informação científica. A consulta a partir de computadores não autorizados permite acesso apenas ao conteúdo gratuito do portal.

Mendeley – Rede de colaboração que permite organizar os trabalhos (arquivos em formato PDF) e possui um software gratuito gerenciador de referências.

Scopus – Base de dados de resumos e citações de literatura revisada por pares. Os resultados da busca podem ser exportados para o gerenciador de referências Mendeley.

Além desses, podemos citar também a base SciELO, a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações – BDTD e, especificamente na área jurídica, o Consórcio BDJur – Rede de Bibliotecas Digitais Jurídicas.

Armazenamento e compartilhamento de arquivos na nuvem

Plataformas como o Google Drive, OneDrive (Microsoft) e Dropbox oferecem versões gratuitas com limite para o armazenamento e também planos pagos para usuários que precisam de mais espaço e serviços agregados, como a sincronização de pastas e a integração com o espaço de armazenamento de próprio computador.

Escrita/edição colaborativa

Ferramentas como Google Docs e Dropbox Paper (disponível somente em inglês) são versáteis, podem ser utilizadas tanto no computador como no celular e permitem trabalhar com arquivos de texto de forma simples, podendo escrever comentários, inserir imagens e links, criar tabelas, etc.

Apresentações/Slides

Algumas das opções são o Google Apresentações, que permite criar novas apresentações de forma rápida, a partir de templates com diferentes tipos de organização das informações; o SlideShare Linkedin, bastante utilizado por tratar-se da rede social focada no mundo corporativo; o Mind Meister, que, na verdade, é uma ferramenta para criação de mapas mentais on-line e outras tarefas criativas, como brainstorming, anotações e planejamento de projetos; e o Loom, uma extensão para o Google Chrome que permite capturar a tela, narrar e compartilhar o vídeo gravado com outras pessoas, sendo uma alternativa para preparar tutoriais.

Videoconferências

Aplicativos como Hangouts, Skype e Zoom permitem realizar reuniões remotas em poucos cliques, com recursos como compartilhamento de tela e bate-papo. O Zoom, por exemplo, permite, no modo gratuito, reuniões com duração máxima de 40 minutos e limite de 100 participantes.

São diversas opções para que o trabalho não pare durante a quarentena.

Lúcia Otero de Carvalho – Bibliotecária do TRT 1ª Região e integrante da diretoria do GIDJ/RJ.

 


Autor: Lúcia Otero de Carvalho
Fonte: Clique Aqui
Divulgado por CRB-9

   120 Leituras


Próximo Ítem

author image
DOIS PROJETOS DE LEI TRAMITAM NO SENADO, AMBOS RELACIONADOS À BIBLIOTECA ESCOLAR.
Junho/2020

Ítem Anterior

author image
STF APROVA SÚMULA VINCULANTE SOBRE IMUNIDADE TRIBUTÁRIA PARA LIVROS ELETRÔNICO
Maio/2020



author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.