PRINCIPAL
COLUNAS
CURIOSIDADES
DESBASTANDO O ACERVO E OUTROS TRECOS DA BIBLIOTECONOMIA
EXPERIÊNCIAS
GENERALIDADES
MERCADO
NOTÍCIAS
TEXTOS
PESSOAL
DISCIPLINAS
CADASTRO
CONTATO
NOTÍCIAS

UNIVERSIDADE OFICIALIZA NOMENCLATURA DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA, EM RO
[28/03/2013]

Troca do nome do curso de ciência da informação foi aprovada pelo MEC.

Estudantes da Universidade Federal dizem que espera durou quase 4 anos.

 

A Universidade Federal de Rondônia (Unir) oficializou a nomenclatura do curso de ciência da informação para biblioteconomia. A reivindicação durou quase quatro anos, porque, segundo os universitários, o nome do curso não era aceito pelo Conselho Regional de Biblioteconomia. A nomenclatura já havia sido aprovada pela universidade em 2012, mas faltava a aprovação do Ministério da Educação. Em fevereiro deste ano, alguns universitários alegaram que poderiam perder vagas garantidas em concursos públicos se a nomenclatura não fosse modificada.

 

Para Miriã Veiga, líder da comissão dos estudantes, a oficialização é um avanço. “Continuamos na luta. Essa é uma nova fase para o estado, lembrando que ciência da informação, como estava o nome, engloba tanto arquivologia, biblioteconomia, documentação, jornalismo e, na realidade, são profissões distintas, assim como biblioteconomia”, conta Miriã.

 

A repercussão foi tanta que o grupo recebeu mensagens de outras instituições que passam pelo mesmo problema. “Essa questão foi divulgada para o mundo inteiro e outros universitários que passam pelo mesmo problema pediram nossa ajuda para saber como conseguimos”, afirma Miriã.

 

Com essas mudanças abre-se um leque de oportunidades para os futuros profissionais. Para se ter uma ideia, o Centro Acadêmico da universidade conta com apenas três bibliotecárias para atender mais de sete mil alunos de mais de 40 cursos oferecidos pela Unir.

 

Para Lidiane Garcia, que cursa o quinto período na Unir, a novidade vem para dar alívio diante de tantos problemas que a instituição passa no momento. “Foi uma luta grande. Agora a gente vai poder formar e exercer a profissão regularmente”, diz a universitária.



(Divulgado por Martins Luz – Enviado para “Bibamigos” em 22/03/2013)


Desenvolvido por LLT Hosting & Development © Info Home 2005