PRINCIPAL
COLUNAS
CURIOSIDADES
DESBASTANDO O ACERVO E OUTROS TRECOS DA BIBLIOTECONOMIA
EXPERIÊNCIAS
GENERALIDADES
MERCADO
NOTÍCIAS
TEXTOS
PESSOAL
DISCIPLINAS
CADASTRO
CONTATO
NOTÍCIAS

NOS EUA, GRUPO CRIA PETIÇÃO CONTRA EXPULSÃO DE GATO DE BIBLIOTECA
[12/01/2017]

Um grupo de frequentadores de uma biblioteca pública de White Settlement, no estado do Texas (EUA), colheu assinaturas em uma petição para impedir que um gato que vive há seis anos na biblioteca seja expulso.

 

No mês passado, a câmara de vereadores deu um prazo de 30 dias para a biblioteca buscar um novo lar para seu mascote, o gato Browser.

 

O gato mora na biblioteca há seis anos, desde que foi adotado.

 

A vereadora Elzie Clements fez uma campanha pela retirada do gato, com o argumento de que instalações municipais "não são lugar para animais".

 

Lillian Blackburn, da associação de amigos da biblioteca, diz que o gatinho é inofensivo e amado por pessoas de todas as idades.

 

O prefeito Ron White disse a um jornal local que a decisão foi uma retaliação ao fato de que um funcionário municipal não ter sido autorizado a levar seu cachorro para o trabalho na prefeitura.

 

Alan Price, ex-membro do Câmara de vereadores, disse que os adeptos de Browser vão apoiar uma petição para que seu destino seja revisto nas eleições de novembro.

 

A campanha pelo gato ganhou até uma página no Facebook.

 

A repercussão teve desfecho e o texto atualizado da notícia segue abaixo:

 

Nova votação permite que gato siga morando em biblioteca nos EUA

 

Conselho havia decidido 'expulsar' Browser do local, onde mora há 6 anos. Prefeito disse ter ficado 'tocado' com apoio que felino teve em redes sociais.

 

A câmara de vereadores da cidade americana de White Settlement, no Texas, fez uma nova votação e recuou da decisão de "expulsar" o gato Browser da biblioteca municipal onde ele mora há seis anos.

 

O prefeito, Ron White, disse que ficou tocado com as mais de mil mensagens de apoio que o gato recebeu nas redes sociais, e decidiu fazer a nova votação.

 

Um grupo de frequentadores havia colhido assinaturas em uma petição para impedir que Browser fosse expulso.

 

No mês passado, a câmara de vereadores tinha dado um prazo de 30 dias para a biblioteca buscar um novo lar para o mascote.

 

O gato mora na biblioteca desde que foi adotado.

 

A vereadora Elzie Clements fez uma campanha pela retirada do gato, com o argumento de que instalações municipais "não são lugar para animais".

 

Lillian Blackburn, da associação de amigos da biblioteca, diz que o gatinho é inofensivo e amado por pessoas de todas as idades.

 

O prefeito disse a um jornal local que a decisão foi uma retaliação ao fato de que um funcionário municipal não ter sido autorizado a levar seu cachorro para o trabalho na prefeitura.



(Fonte: G1 - 03/07/2016 e 04/07/2016)



Desenvolvido por LLT Hosting & Development © Info Home 2005