PRINCIPAL
COLUNAS
CURIOSIDADES
DESBASTANDO O ACERVO E OUTROS TRECOS DA BIBLIOTECONOMIA
EXPERIÊNCIAS
GENERALIDADES
MERCADO
NOTÍCIAS
TEXTOS
PESSOAL
DISCIPLINAS
CADASTRO
CONTATO
NOTÍCIAS

EM DISCUSSÃO, O FUTURO DO PAPEL NA ERA DA INTERNET
[19/10/2006]

A dúvida sobre a perenidade do livro como objeto está na agenda de editores e livreiros. A última palestra de seu encontro nacional, marcada para amanhã, será uma mesa-redonda sobre o impacto da era digital sobre o futuro do livro.

 

O mercado está preparando-se para fazer parte desse novo movimento - e para atuar como protagonista. Essa é a aposta de Eduardo Blücher, da Editora Edgard Blücher, especializada em livros técnico-científicos nas áreas de matemática, física, química, arquitetura, entre outras. "O livro de papel continuará a existir, mas teremos que nos relacionar com o conteúdo de uma forma diferente."

 

Em outubro, Blücher lançará sua nova empresa, a Etenac, um serviço de venda de conteúdo pela internet. Para isso, ele contratou o grupo de tecnologia belga Bureau van Dijk Electronic Publishing (BvDEP). "Iremos usar a mesma plataforma utilizada pelas Câmaras do Livro da Alemanha e da França", diz, sem revelar o valor investido.

 

Em um site intitulado 18 Minutos, os consumidores poderão ler as obras por 18 minutos e decidir qual a melhor forma de comprá-las - um capítulo, por algumas horas ou por alguns dias. Esse modelo facilitará o acesso dos leitores a muitos títulos, principalmente a obras técnicas-científicas. "Muitas vezes, o leitor precisa de apenas um trecho do livro. A relação de um livro técnico é diferente da relação com um romance, por exemplo", diz. E poderá contribuir para a diminuição da pirataria.

 

"É algo novo, as empresas querem experimentar antes." O portal 18 Minutos só poderá ser acessado dentro de uma livraria - onde o livro poderá, também, ser comprado. (TB)



(Fonte: Valor Econômico - 18/08/2006)
(Divulgado por Rodney – Enviado para “biblioforum” em 18/08/2006)


Desenvolvido por LLT Hosting & Development © Info Home 2005