BIBLIOCANTOS


A PRIMEIRA VISTA/A BIBLIOTECÁRIA LINDA VISTA

A primeira vista

 

Composição: Chico César

 

Quando não tinha nada, eu quis

Quando tudo era ausência, esperei

Quando tive frio, tremi

Quando tive coragem, liguei...

Quando chegou carta, abri

Quando ouvi prince, dancei

Quando o olho brilhou, entendi

Quando criei asas, voei...

Quando me chamou, eu vim

Quando dei por mim, tava aqui

Quando lhe achei, me perdi

Quando vi você, me apaixonei...

 

Amarazáia zoê, záia, záia

A hin hingá do hanhan.....


Ohhh!

Amarazáia zoê, záia, záia

A hin hingá do hanhan.....


Quando não tinha nada, eu quis

Quando tudo era ausência, esperei

Quando tive frio, tremi

Quando tive coragem, liguei...

Quando chegou carta, abri

Quando ouvi Salif Keita, dancei

Quando o olho brilhou, entendi

Quando criei asas, voei...

Quando me chamou, eu vim

Quando dei por mim, tava aqui

Quando lhe achei, me perdi

Quando vi você, me apaixonei...

 

Amarazáia zoê, záia, záia

A hin hingá do hanhan...


Ohhhhh!

Amarazáia zoê, záia, záia

A hin hingá do hanhan.....


Quando me chamou, eu vim

Quando dei por mim, tava aqui

Quando lhe achei, me perdi

Quando vi você, me apaixonei...

 

Amarazáia zoê, záia, záia

A hin hingá do hanhan....

Ohhhhh!

Amarazáia zoê, záia, záia

A hin hingá do hanhan...(2x)

Ohhhhh!

Amarazáia zoê, záia, záia...

A Bibliotecária linda vista

 

Versão: Fernando Modesto

 
Quando não sabia nada, te vi
Quando tudo era ignorância, busquei
Quando tive dúvidas, recorri,
quando tive coragem, liguei...

Quando cheguei à porta, abri

Quando senti tua prece, sonhei
Quando o olho soprou, entendi
Quando criei asas, imaginei...
Quando me orientou, dei por mim

Quando dei por mim, tava aqui
Quando lhe achei, me descobri

Quando ouvi você, me apaixonei...

 

Amar a Bibliotecária sonhei cária, cária

Assim tá faz tão bem.....

 

Ohhh!

Amar a Bibliotecária sonhei cária, cária

Assim tá faz tão bem.....

 

Quando não sabia nada, te vi

Quando tudo era ignorância, busquei

Quando tive dúvida, recorri

Quando tive coragem, liguei...

Quando cheguei à porta, abri

Quando senti tua prece, sonhei

Quando o olho soprou, entendi

Quando criei asas, imaginei...

Quando me orientou,  dei por mim

Quando dei por mim, tava aqui

Quando lhe achei, me descobri

Quando ouvi você, me apaixonei...

 

Amar a Bibliotecária sonhei cária, cária

Assim tá faz tão bem.....

 

Ohhhhh!

Amar a Bibliotecária sonhei cária, cária

Assim tá faz tão bem.....

 

Quando me orientou, eu dei por mim

Quando dei por mim, tava aqui

Quando lhe achei, me descobri

Quando ouvi você, me apaixonei...

 

Amar a Bibliotecária sonhei cária, cária Assim tá faz tão bem.....

Ohhhhh!

Amar a Bibliotecária sonhei cária, cária Assim tá faz tão bem.....  (2x)

Ohhhhh!

Amar a Bibliotecária sonhei cária, cária

Autor: Fernando Modesto

   27 Leituras


author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.