BIBLIOCANTOS


ESSES MOÇOS/BIBLIOTECÁRIOS MOÇOS

 

Esses Moços

 

Composição: Lupicínio Rodrigues

 

Esses moços, pobres moços

Oh! Se soubessem o que sei

Não amavam, não passavam

Aquilo que já passei

Por meu olhos, por meus sonhos

Por meu sangue, tudo enfim

É que eu peço

A esses moços

Que acreditem em mim

Se eles julgam que há um lindo futuro

Só o amor nesta vida conduz

Saibam que deixam o céu por ser escuro

E vão ao inferno à procura de luz

Eu também tive nos meus belos dias

Essa mania e muito me custou

Pois só as mágoas que eu trago no peito

E estas rugas que o amor me deixou

Bibliotecários Moços

 

Versão: Fernando Modesto

 

 

Esses moços, Bibliotecários moços

Oh! Se soubessem o que hoje eu sei

Não silenciavam, não calavam

Diante do que já enfrentei

Por seus trabalhos, por seus sonhos

Pela história, tudo enfim

É que eu peço

Aos bibliotecários moços

Que acreditem na profissão sim

Se eles buscam por um lindo futuro

Só o labor na biblioteconomia conduz

Saibam que se o céu profissional ficar escuro

Enfrentar os temores na busca de luz

Eu também tive na atividade alegrias

Essa biblioteconomia me proporcionou

Mesmo as mágoas choradas no leito

E as rusgas na classe o tempo apagou

 

Autor: Fernando Modesto

   27 Leituras


author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.