BIBLIOCANTOS


TOCANDO EM FRENTE/CATALOGANDO EM FRENTE

Tocando em Frente

Compositor: Renato Teixeira

 

Ando devagar porque já tive pressa

E levo esse sorriso porque já chorei demais

Hoje me sinto mais forte, mais feliz, quem sabe?

Só levo a certeza de que muito pouco eu sei

Nada sei.

 

Conhecer as manhas e as manhãs,

O sabor das massas e das maçãs,

É preciso amor pra poder pulsar,

É preciso paz pra poder sorrir,

É preciso a chuva para florir

 

Penso que cumprir a vida seja simplesmente

Compreender a marcha e ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro levando a boiada

Eu vou tocando dias pela longa estrada eu vou

Estrada eu sou.

 

Conhecer as manhas e as manhãs,

O sabor das massas e das maçãs,

É preciso amor pra poder pulsar,

É preciso paz pra poder sorrir,

É preciso a chuva para florir.

 

Todo mundo ama um dia todo mundo chora,

Um dia a gente chega, no outro vai embora

Cada um de nós compõe a sua história

Cada ser em si carrega o dom de ser capaz

De ser feliz.

 

Conhecer as manhas e as manhãs

O sabor das massas e das maçãs

É preciso amor pra poder pulsar,

É preciso paz pra poder sorrir,

É preciso a chuva para florir.

 

Ando devagar porque já tive pressa

E levo esse sorriso porque já chorei demais

Cada um de nós compõe a sua ria,

Cada ser em si carrega o dom de ser capaz

de ser feliz.

 

 

Conhecer as manhas e as manhãs,

O sabor das massas e das maçãs,

É preciso amor pra poder pulsar,

É preciso paz pra poder sorrir,

É preciso a chuva para florir.

Catalogando em Frente

Versão Fernando Modesto

 

Catalogo devagar porque já não há pressa

O acervo tem registro que relacionarei aos demais

Hoje modelo mais FRBR, mais link, quem sabe?

Só conecto na certeza o que tudo trato e sei Nada sei

 

Conhecer as obras e as expressões,

Pro leitor das obras de mentes sãs,

É preciso labor pra saber registrar

É preciso norma pro acervo reunir,

É tarefa do usuário para decidir

 

Penso que o existir da biblioteca seja

simplesmente

Compreender a demanda e ir inovando em frente

Como um velho bibliotecário gerenciando a biblioteca

Eu vou indexando dias pela longa prateleira eu vou

Biblioteca eu sou

 

Conhecer as obras e as expressões,

Pro leitor das obras de mentes sãs,

É preciso labor pra saber registrar

É preciso norma pro acervo reunir,

É tarefa do usuário para decidir

 

Todo mundo clama por dia novo buscando a fora,

Um dia a estante olha, no outro ai

demora

Cada bibliotecário dispõe a sua trajetória

Cada fazer em si carrega o dom de tornar capaz

Usuário feliz

 

Conhecer as obras e as expressões,

Pro leitor das obras de mentes sãs,

É preciso labor pra saber registrar

É preciso norma pro acervo reunir,

É tarefa do usuário para decidir

 

Catalogo devagar porque não há pressa

O acervo tem registro que relacionarei aos demais

Cada bibliotecário dispõe a sua trajetória

Cada fazer em si carrega o dom de tornar capaz Usuário feliz

 

Conhecer as obras e as expressões,

Pro leitor das obras de mentes sãs,

É preciso labor pra poder registrar

É preciso norma pro acervo reunir,

É tarefa do usuário para decidir

Autor: Fernando Modesto

   55 Leituras


author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.