GERAL


CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE ÀS BIBLIOTECAS DO MST: APOIE A REFORMA AGRÁRIA – DOE LIVROS!

  • Autor não informado
  • Setembro/2007

Estimado amigo e amiga do MST,

 

Em mais de duas décadas de lutas, aprendemos que é preciso romper não apenas as cercas do latifúndio, mas também derrubar as cercas que impedem o acesso ao conhecimento. Com essa lição, erguemos nossas escolas itinerantes, construímos mais de 2 mil escolas de ensino fundamental, além de cursos de educação de jovens e adultos, ensino médio e técnico. Hoje podemos nos orgulhar dos 5 mil jovens que cursam graduação e pós-graduação em diversos convênios com universidades e dos mais de 17.500 adultos em processo de alfabetização, tanto quanto nos orgulhamos dos assentamentos que conquistamos.

 

Historicamente, aprendemos também o valor da solidariedade – no sentido mais nobre – o de darmos aquilo que nos faltará e não aquilo que nos sobra. E sabemos que muitos dos méritos da luta pela Reforma Agrária provêm dessa solidariedade que recebemos de milhares de amigos e amigas como você. Assim foi, por exemplo, com a construção da Escola Nacional Florestan Fernandes, Guararema-SP, símbolo do encontro destes dois esforços, a solidariedade e o nosso desejo de aprender. E, novamente, queremos realizar o encontro destes dois princípios e valores, o estudo e a solidariedade.

 

De agosto a dezembro de 2007, estaremos mobilizados em torno da CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE ÀS BIBLIOTECAS DO MST: APOIE A REFORMA AGRÁRIA – DOE LIVROS! Temos a honra de ter como patrono o professor Antonio Candido, um dos maiores e melhores intelectuais que o Brasil produziu nos últimos anos, cujas palavras resumem bem o espírito da nossa Campanha: “Não ter acesso ao livro é ser privado de um alimento fundamental”.

 

Nossa finalidade é construir Bibliotecas Populares nas áreas de assentamentos e acampamentos, e, ampliar o acervo das mais de 40 bibliotecas já existentes em nossas escolas e centros de formação. Uma Campanha sem limites, seja de quantidade ou de áreas de conhecimento.

 

As doações podem ser de livros, mapas, e audiovisuais, incluindo filmes, discos e Cds, material que será destinado às bibliotecas já existentes nos estados, e, também, para a criação de novas bibliotecas comunitárias nos assentamentos e acampamentos da Reforma Agrária.

 

Através do contato com os responsáveis em cada estado, vamos receber as doações ou retirá-las onde for necessário. Abaixo, está a lista dos responsáveis pela campanha e como encontrá-los. Se você é de um estado onde a Campanha ainda não está acontecendo, você pode fazer sua doação entrando em contato através do correio eletrônico: campanhabiblioteca@enff.org.br, ou com a Secretaria do MST no seu estado.

 

Queremos pão. Queremos rosas. Queremos acesso às diferentes culturas produzidas pela humanidade, tão imensa e tão contraditória. “Queremos uma vida verdadeira” como já dizia o poeta. Queremos muitas bibliotecas, sejam itinerantes ou fixas, em todas as nossas comunidades. Estamos certos de que este grande esforço coletivo levantará não só milhares de livros para nossos jovens, crianças, mulheres e homens do campo, mas possibilitará uma vida mais humana, mais plena e livre. E uma pátria mais justa e soberana! Contamos mais uma vez com seu apoio e solidariedade para mais uma missão nobre, que será o ato de buscar alimento à alma e à consciência, obtendo bons livros.

 

Direção Nacional do MST

Escola Nacional Florestan Fernandes

Instituto Nacional de Educação Josué de Castro 

 

VEJA QUEM JÁ DECLAROU APOIO A NOSSA CAMPANHA

O MST está promovendo uma campanha admirável para a elevação do nível cultural do trabalhador rural brasileiro. Essa elevação é fundamental para que ele possa reivindicar os seus direitos da melhor maneira possível, e para isso é indispensável que ele conte com instrumento de instrução, o principal dos quais é o livro. Por isso a biblioteca das instituições do MST, ela é sempre um instrumento fundamental, e quem doar livros para essa biblioteca, ou para essas bibliotecas, estará contribuindo para esse objetivo de elevação do trabalhador rural brasileiro.” Antônio Cândido, professor da USP, critico literário

 

“Eu faço questão de participar desse projeto porque acho muito importante colaborar com essa iniciativa de doação de livros para formar bibliotecas para o Movimento porque é aí que está se plantando as bases para a construção de uma nova sociedade baseada na cultura, na educação. E o MST é um dos principais movimentos sociais do Brasil, e é importantíssimo que se tenha o máximo de parcerias desse tipo. E eu faço questão de dar a minha participação apelando inclusive para a consciência das pessoas da importância da formação dessas bibliotecas.” Fred 04, compositor e vocalista do grupo Mundo Livre S/A

 

Como temos vivido aqui muitos anos a problematização da terra, a gente sente a missão do MST como indispensável. E quero dar todo o respaldo possível a essa bela, necessária campanha de doação de livros, cds, livros novos ou velhos, discos, publicações. O MST quer a terra e quer também a saúde, a educação. Quem dá um bom livro, abre uma janela para o futuro. O MST em meio a vários movimentos tem mostrado uma consciência e uma vontade de integrar todas as reivindicações para que o povo do campo seja consciente, culto, livre, solidário. E essa campanha será uma boa ocasião. Queremos Reforma Agrária, queremos reforma educacional, queremos terra, queremos livros.” Dom Pedro Casaldáliga, Bispo Emérito MT

 

“Eu fui alfabetizado com seis anos, mas aos dezesseis eu aprendi a ler de verdade. Aprendi a saber que os livros eram a maior fonte de informação e que poderiam mudar as minhas atitudes, as minhas ações. Doe livros para o MST. Valeu.” Marcelo Yuka, músico e compositor

 

“Devemos fazer as doações ao MST porque os livros querem ser lidos pelos trabalhadores Sem Terra e porque os trabalhadores Sem Terra lutam para ser trabalhadores com terra e com livros também.” Eduardo Galeano, jornalista e escritor uruguaio

 

“O MST pode ajudar o Brasil a alcançar o brilhante futuro que o povo do “colosso do Sul” merece. Doar livros para as bibliotecas do Movimento será uma grande contribuição para ajudar o Movimento a realizar as suas importantes tarefas.” Noam Chomsky, linguista do EUA

 

“Hoje, mais do que nunca, precisamos de livros, muitos livros, todos os livros que a biblioteca da escola já se organizou para receber. Contribua para a realização de um sonho de uma sociedade justa. Doe livros para a Escola Nacional.” Heloísa Fernandes, socióloga da USP e professora

 

“Eu queria fazer um apelo a vocês: leitores e editores. Doem livros para as bibliotecas dos assentamentos, do acampamentos, das escolas rurais, porque eles serão muito bem aproveitados. São jovens e adultos interessados em todo tipo de literatura. Portanto, não deixe o teu livro dormitar nas estantes sem aproveitamento. Doe, compre, e você que é editor, sobretudo, pode fazer uma boa contribuição aos militantes e participantes do MST.” (Frei Beto, escritor e ex-assessor da Presidência da República

 

“Eu quero dizer aos meus companheiros do MST que eles trabalhem muito nessa doação de livro para que eles signifiquem elevação do número de leitores. Quem lê não apenas sabe mais, valhe mais como pessoa humana. Quem lê vai aprender as razões pelas quais é oprimido, pelas quais está deserdado e afastado dos benefícios que a vida tem para enaltercer a mais velha condição que é a condição humana. É lendo que se avança pelo caminho da vida, pelo conhecimento. Vamos plantar o caminho da esperança através da leitura.” Thiago de Mello, poeta

 

“Estou participando com muito orgulho e com muito empenho para essa campanha do MST para arrecadação de livros. Livros são fontes inesgotáveis de conhecimento, de sabedoria, e portanto, de poder. Portanto, se você possui na sua casa livros que você pode dispor, livros duplicados, livros que você não vai ler mais, que estão parados, entre nessa campanha do MST, doe seus livros, facilite a vida de quem que ler! Ajude ao MST a formar essas lindas bibliotecas Brasil a fora. Vamos ajudar o MST a disseminar pelo Brasil a fora o hábito da leitura. Doe livros para o MST.” Paulo Betty, ator

 

“O livro tem algo de imortal e cada livro fala a todas as gerações é importante que o pessoal do MST se façam amigos dos livros. Os livros são condutores dos povos. É importante que as pessoas que tem livros em casa que já leram, que doem livros, que ajudem ao MST a formar bibliotecas. Por favor, se puder faça um esforço de doar livros para ajudar a formar bibliotecas do MST.” Leonardo Boff, escritor, teólogo e filosofo 

 

Contatos da Campanha de Doação de Livros:

 

1. São Paulo – Rosana Santos - rosanamst@yahjoo.com.br; Secretaria Estadual SP: mstsp@mst.org.br. Tel.: (11)3663-1064 e Secretaria Nacional do MST: secgeral@mst.org.br. Tel. (11) 3361-3866, com Andrea Francine.

2. Rio de Janeiro – Mariana Duque - marianaduque@mst.org.br; Secretaria Estadual RJ: secretariamst.rj@gmail.com. Tel.: (21) 2240-8496.

3. Minas Gerais – Sueli Maria - sucachoeira@yahoo.com.br; Secretaria Estadual MG: mstmg@mst.org.br. Tel.: (31)3222-3879.

4. Rio Grande do Sul – Cedenir Engelmann - cedernire@yahoo.com.br; Secretaria Estadual RS: mstrs@mst.org.br. Tel.: (51) 3221 - 9022.

5. Paraná – Rodrigo Cordeiro ou Edilson - microbiosdomst@yahoo.com.br; Secretaria Estadual PR: mstpr@mst.org.br. Tel.: (41) 3324-7000.

6. Pernambuco – Alexsandra Rodrigues - lecamst@yahoo.com.br; Secretaria Estadual PE: mstpebr@gmail.com ou acape.pe@gmail.com. Tel.: (81) 3722-3136.

7. Ceará – Erivando Barbosa ou Vera Lucia - erivandobarbosa@yahoo.com.br;

>Secretaria Estadual CE: mstce@terra.com.br. Tel.: (85) 3257-5630 ou 3472-6089.

8. Brasília – Janderson Barros - jandersonmst@yahoo.com.br; Secretaria Estadual DF: arcamst@terra.com.br. Tel.: (61) 3322- 5035. 

 

Para saber mais sobre a CAMPANHA acesse nossa página www.mst.org.br

Fonte: MST Informa – Ano V, n. 138 - 30/07/2007
Divulgado por Neuza Ceciliato – Enviado pra Infohome em 15/08/2007

   24 Leituras


author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.