PRINCIPAL
COLUNAS
CURIOSIDADES
DESBASTANDO O ACERVO E OUTROS TRECOS DA BIBLIOTECONOMIA
EXPERIÊNCIAS
GENERALIDADES
MERCADO
NOTÍCIAS
TEXTOS
PESSOAL
DISCIPLINAS
CADASTRO
CONTATO
NOTÍCIAS

CONHECIMENTO NA REDE
[17/04/2008]

Um espaço público em três dimensões, voltado exclusivamente à educação e à cultura: é a Cidade do Conhecimento - uma parceria de várias universidades que vai levar para o mundo virtual projetos da vida real.

 

A realidade virtual atravessa nosso horizonte. O mundo da terceira dimensão é um mundo parecido com o nosso, mas um outro mundo; Second Life é o nome dele.

 

No Second Life, se vive uma segunda vida. Para entrar, é preciso ter um segundo corpo: o avatar - um boneco, personagem que cada um inventa da forma que quiser.

 

Neste universo da fantasia, agora tem espaço para a universidade brasileira: a Cidade do Conhecimento passa a ser um espaço público em três dimensões. "É uma rede de universidades. Várias escolas estão se somando nesse projeto e vão oferecer oficinas, conteúdos, apoio a projetos. Tudo isso está dentro da universidade, é uma área de acesso livre, gratuito, e aqui a gente pode fazer projeções, aulas, seminários", explica o coordenador da Cidade do Conhecimento, Gilson Schwartz.

 

A linguagem é dos games, mas a idéia é no Second Life seja mais divertido estudar e mais instrutivo brincar.

 

Você é um candidato ao vestibular, e quer fazer psicologia. Você aperta psicologia, senta no sofá e vai ver uns 3 ou 4 vídeos pequenos sobre os psicólogos, o que eles fazem hoje, como é uma carreira de psicólogo", mostra a gerente de marketing do Mackezie, Mônica Borja.

 

Eu acho que o mais importante é pra quem não está na universidade. A universidade se abre e dá acesso por outros meios que não apenas o vestibular", acredita Schwartz.

 

O espaço dentro da Cidade do Conhecimento é um mundo inteiro - e tem muita área livre para ser ocupada por novos projetos sem fins lucrativos.

 

Visite o site da Cidade do Conhecimento.

 

Renomadas universidades já se lançaram nesses vôos. Existem mais de cem escolas no mundo explorando novas possibilidades de ensino com cerca de oito milhões de estudantes virtuais.



(Divulgado por Carlos Moreira - Enviado para “3.setor” em 05/09/2007)


Desenvolvido por LLT Hosting & Development © Info Home 2005