GERAL


CINCO CONDENAÇÕES


Eric Poehlman / Universidade de Vermont, Estados Unidos.
Condenado a um ano de prisão por mentir em uma solicitação de financiamento ao governo e ter inventado dados em artigos sobre obesidade, menopausa e envelhecimento.

Scott Reuben / Universidade de Tufts, Estados Unidos.
Condenado a seis meses de prisão em 2009 por publicar estudos na área de anestesiologia sem ter realizado os ensaios clínicos nos quais suas conclusões haviam sido baseadas.

Sean Darin Kinion / Laboratório Nacional Lawrence Livermore
O físico foi condenado a 18 meses de prisão em 2016 por produzir dados e relatórios falsos em um estudo sobre computação quântica que recebeu mais de US$ 3 milhões em financiamento do governo federal.

Milena Penkowa / Universidade de Copenhagen, Dinamarca.
A neurocientista foi condenada a nove meses de prisão em 2015 por fabricar dados e descrever experimentos nunca realizados por ela em sua tese de doutorado defendida em 2003.

Steven Eaton / Edimburgo, Reino Unido.
Funcionário da Aptuit, uma companhia farmacêutica, o pesquisador foi condenado a três meses de prisão por alterar dados que determinaram a concentração de medicamento a ser ministrada a pacientes com câncer que participaram de um estudo clínico.


Autor: Bruno de Pierro
Fonte: PESQUISA FAPESP, ano 19, n. 273, p.9, nov. 2018

   68 Leituras


Próximo Ítem

author image
UNIVERSALIZAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
Março/2019

Ítem Anterior

author image
MULHERES INVISÍVEIS
Março/2019



author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.