GERAL


INTERNET ATRAI MAIS QUE SALÁRIO PARA JOVENS


Acesso liberado a mídias sociais no ambiente corporativo, liberdade de escolha da plataforma de trabalho e flexibilidade de jornada podem, num futuro bem próximo, ser mais decisivos na escolha do emprego do que o salário oferecido pela empresa.

 

Uma pesquisa feita pela Cisco com cerca de 3.000 universitários e jovens profissionais, com idades entre 18 e 29 anos, indicou que boa parte dos pesquisados (um terço dos 1.441 universitários) valoriza a internet como item básico da necessidade humana -como "água" e "ar".

 

É nesse contexto que 2 a cada 5 pesquisados aceitariam salários mais baixos desde que tivessem mais flexibilidade em relação a mídias sociais, à plataforma usada no local de trabalho e à mobilidade. Mais da metade (56%) não aceitaria emprego numa empresa que proíbe acesso a redes sociais e 3 a cada 5 universitários creem ter direito de trabalhar longe da companhia ou em escalas flexíveis.

 

O estudo foi feito em 14 países, incluindo o Brasil, entre maio e junho de 2011.


Fonte: Folha de São Paulo, p. B10, 12/04/2012

   67 Leituras


Próximo Ítem

author image
AVISOS CONTRA LA MALA PRAXIS
Maio/2012

Ítem Anterior

author image
LIVROS QUE LIBERTAM
Maio/2012



author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.