LITERATURA INFANTOJUVENIL


ARANHA CASTANHA E OUTRAS TRAMAS

Oi gente, sei que estou em dívida com vocês (vamos incluir aqui o mantenedor desse site), mas tenho me sentido no meio de um furacão com tanto trabalho.

 

Isso não é desculpa para deixar a minha coluna atrasada, mas me desculpem. Continuarei atrasada ainda esse mês, pois a Lucinea vai falar no meu lugar. Em fevereiro volto sem falta.

 

Sueli Bortolin

 

ARANHA CASTANHA E OUTRAS TRAMAS

 

Lucinea Aparecida de Rezende (1)

 

Olá!

A escritora Gloria Kirinus, peruana, vive no Brasil, há muitos anos. Reside em Curitiba. Escreveu seu primeiro livro para o público infanto-juvenil em 1985. É pioneira no Brasil na publicação de livros infanto-juvenis bilíngües (português-espanhol). Tem mais de 20 títulos para crianças e adolescentes, além de traduções e livros teóricos. É doutora em teoria literária e literatura comparada pela USP, e mestra em Literatura Brasileira pela PUC-RJ.  Lavra-Palavra é um curso itinerante, criado por ela. A autora escreveu a respeito de sua linguagem:

 

A minha linguagem nos entretantos do tempo permanece primordialmente analógica. Daí o meu fascínio pela linguagem infantil, pela linguagem popular, pela linguagem dos poetas. Quando menina, lá no Peru, ficava na ponta dos pés para espiar do outro lado das montanhas. Agora, morando deste lado da fronteira, tento espiar o que acontece nos países vizinhos. Para dar conta desse amor continental escrevo dobrado: de dia e de noite; em verso e em prosa; para adultos e para crianças; no quente e no frio... E claro, em português e também em espanhol (2).

 

Dentre suas obras podemos destacar:

 

§       Se Tivesse Tempo, 1988

§       Criança e poesia na Pedagogia Freinet, 1993.

§       O Camelo e o Camelô,1997

§       O Galo Cantou por Engano/ El gallo canto equivocado, 1997

§       Tartalira, Tortulira, 1997

§       El Niño, 1998

§       Quando as Montanhas Conversam, 1998

§       Lâmpada de Lua/ Lámpara de Luna, 2002 (Livro de Poesias)

§       Aranha Castanha e outras tramas, 2006

§       Quando chove a cântaros / Cuando llueve a cântaros, 2007.

 

Vamos falar da Aranha Castanha. No livro, Glória Kirinus tece as idéias, as palavras, as ilustrações (Angela Leite de Souza), no crochê com pontos de crônicas e contos. No livro tem palavras estranhas como “palíndromo”, que é o nome que se dá a uma frase ou palavra que, ou se leia da esquerda para a direita, ou da direita para a esquerda, tem sentido. Experimente, por exemplo, ler a palavra “radar” ou “anilina” de trás para frente e vai entender diretinho o que é um “palíndromo”.

 

Tem, é claro, muito mais...  Tem “o X de Brasília” e logo vem a pergunta... Mas “Brasília” se escreve com “x”? Que nada... O nexo é o seguinte: o ”X” é de “eixo”... Eixo Norte, Eixão... na cidade que tem formato de avião!

 

Viu só? A gente Glória Kirinus e até nossa escrita começa a rimar, rimar... Acho que aqui também tem coisa de “Aranha castanha”...  Mas, pra entender isso, só lendo “Aranha Castanha”, o conto que o livro conta!

 

Vale a pena conferir!


Título:
Aranha Castanha e outras tramas.

Autora: Gloria Kirinus.

Gênero: Juvenil

São Paulo: Cortez, 2006.

 

 

Notas

1 Docente do curso do Departamento de Educação da UEL (graduação e pós-graduação). Pós-doutorada em Educação pela Universidade de Aveiro, Portugal. Pesquisa e apresenta a coluna “Ler para ser” na Rádio FM/UEL. Coordena Projetos de Pesquisa na área de leitura.  Colaboradora cultural da Academia de Letras, Ciências e Artes de Londrina e membro do Foto Clube de Londrina. É autora, dentre outros, do livro “Leitura e visão de mundo: peças de um quebra-cabeça”, em segunda edição, pela EDUEL (2008). E-mail:  lucinea@uel.br

2 http://www.gloriakirinus.com.br/index1.htm 


   257 Leituras


Saiba Mais





Próximo Ítem

author image
CANTOS PARA AS CRIANÇAS NO CARNAVAL
Fevereiro/2008

Ítem Anterior

author image
UM ESTRANHO MENINO LÚCIDO OU A ESTRANHA LUCIDEZ DE UM MENINO
Outubro/2007



author image
SUELI BORTOLIN

Doutora e Mestre em Ciência da Informação pela UNESP/ Marília. Professora do Departamento de Ciências da Informação do CECA/UEL - Ex-Presidente e Ex-Secretária da ONG Mundoquelê.