LITERATURA INFANTOJUVENIL


REFORMA ORTOGRÁFICA E OS LIVROS INFANTIS

A reforma ortográfica foi aprovada e temos que nos acostumar com ela. Outro dia discutindo com minha prima “ser ou não ser” necessária essa reforma, defendi que tudo o que tem cheiro de união (inclusive o açúcar) é uma doce tentativa de melhoria.

 

A língua é dinâmica e tudo o que facilita a comunicação humana é bem-vindo. Sei, porém que será difícil pra nós que fomos ensinados que um conjunto de lobos é uma alcatéia, escrever alcateia. (inclusive para o computador que ainda não está atualizado, pois ele acabou de corrigir o meu erro que não é mais erro).

 

Talvez no início vamos nos sentir um andróide, ops! androide, ou uma abelha em uma colmeia, zunindo, resmungando e pedindo para voltar no tempo da farmácia com ph. Isso ninguém vai querer, mas é bom pensar quanto foi difícil para os nossos antepassados tirar o ph da farmácia.

 

Então chega de azedume, não vamos ter despesas, pois não somos editores. Esses sim estão com a pulga atrás da orelha, salvo aqueles que fizeram suas previsões e planejamentos.

 

Outro dia comprei um livro infantil (Ziraldo – O namorado da fada ou O menino do planeta de Urano) e não observei que havia no canto inferior direito a seguinte anotação: “Nova Ortografia conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa”. Então no meio da história fui surpreendida:

 


 

“Vejam que há entre eles, justo entre Marte e Júpiter, milhares de planetinhas que se chamam asteroides.”

 

Meu Deus! Meu ídolo não é perfeito! A editora Melhoramentos está cometendo erros, logo nos livros infantis?

 

Só então percebi minha paranoia! O livro do Ziraldo “O namorado da fada” já foi impresso com a nova ortografia. Ufa!

 

Acredito que essa será a nossa reação, por muito tempo. No momento da leitura, no momento da escrita.

 

Para saber se outras editoras brasileiras, aquelas que tradicionalmente publicam livros infantis já estão publicando textos com as devidas alterações, consultei por e-mail as cinco maiores (em quantidade de títulos), mas apenas a Companhia das Letrinhas e a Editora Moderna me responderam que esse processo já está em andamento.

 

Pergunto: que livros daremos às crianças enquanto o Acordo Ortográfico está sendo implantado?

 

Não vejo problema em comprar ou presentear com livros “antigos” (observe as aspas!). Eu, por exemplo, vou continuar comprando livros infantis nos sebos. E avalio que, provavelmente, teremos ofertas de ponta de estoque nesse gênero de livraria.

 

Visando respeitar o consumidor, sugiro que editoras, distribuidoras e livrarias acrescentem uma etiqueta na capa do livro indicando: Livro publicado antes da Reforma Ortográfica. Será que é uma proposta ingênua?

 

Eu abençoo a língua portuguesa!

 


   233 Leituras


Saiba Mais





Próximo Ítem

author image
QUEM NASCE EM... É? EU NASCI EM... ENTÃO EU SOU...
Abril/2009

Ítem Anterior

author image
MEU NOME NA CAPA DE UM LIVRO, QUE EMOÇÃO!
Fevereiro/2009



author image
SUELI BORTOLIN

Doutora e Mestre em Ciência da Informação pela UNESP/ Marília. Professora do Departamento de Ciências da Informação do CECA/UEL - Ex-Presidente e Ex-Secretária da ONG Mundoquelê.