CRÔNICAS E FICÇÃO


QUASE, MEIO POETA

Ser quase poeta,

Meio poeta,

Não é ser Poe.

Poe é mais que um

Poeta

Poetapoe.

 

Lidar,

Brincar com as

Palavras,

Sabendo pouco

O que fazer

Com elas.

Comê-las,

Vomita-las

Em versos,

Bafa-las,

Cuspi-las,

Em rimas.

Estrofa-las,

Desprosadas.

 

Meio poeta.

 

Autor: Oswaldo Francisco de Almeida Junior

   102 Leituras


author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.