TEXTOS DE FICÇÃO


  • Textos de Ficção

AMOR DE BIBLIOTECÁRIO

Dentre todos os registros do acervo que reside em minha memória, o teu, sem dúvida é o que possui maior número de indexadores. Não posso considerar que isso é fruto de descrição temática ou física inadequadas, nem que meu sistema esteja gerando muito ruído na busca, o fato é que durante a leitura técnica criei remissivas para todas as letras do seu nome, para todas as palavras que me causam boas sensações, para todas as boas sensações e para todos os bons sentimentos.

 

Nos intervalos entre nossos encontros eu modificava minha visão de mundo baseado na sua existência, daí cada paisagem estampada nas fotos de revistas e cada destino do meu guia de viagens viraram o cenário ideal para nosso romance, cada poesia e cada canção romântica tornaram-se homenagens ao amor mais sublime que alguém pudesse imaginar e cada respiração se tornou uma chance de mostrar ao mundo que o amor é possível.

 

Naquele dia que você pediu que eu agregasse o indexador “Acabar” ocorreu uma mensagem de erro fatal no meu sistema, fruto de uma incompatibilidade de termos, veja só, no meu tesauro o termo “Acabar” não se relaciona com o termo “Amor”, que possui relação direta com o termo “Infinito”, onde se pode ler na nota explicativa: – Não têm começo nem fim. Sei que posso ter me equivocado ou mesmo exagerado em algum ponto da premissa o “Amor é suficiente”, mas, procure entender que não se trata de irresponsabilidade ou desleixo, foi apenas inexperiência... a única razão para ter compartilhado minha história contigo é o Amor, contudo entendi que na verdade deveria ter oferecido uma Vida baseada no Amor, afinal é na Vida que o Amor se expressa.

 

Por recomendação de algumas pessoas que presenciaram meu sofrimento com tua partida, efetuei buscas em outras bases de dados e até tentei excluir seus registros do meu catálogo na intenção de minimizar os ruídos na busca cotidiana pela Paz, só que a Paz e o Amor que conheci ao seu lado são insubstituíveis e impossíveis de serem apagados. Resolvi, então, colocar todo o conteúdo relacionado à sua passagem em minha vida no setor de obras raras, junto com os amigos fiéis e com os dias ou noites perfeitas, assim, pode ter certeza, que nada do que você significa para mim se perderá. Sei que, atualmente, seu status é indisponível e que comutação está fora de cogitação, mas, se existir uma lista de espera, eu sou o próximo!

Autor: Oscar Lima

   59 Leituras


author image
Seção Mantida por OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.