CRÔNICAS E FICÇÃO


UMA PITADA DE PIRLIMPIMPIM

Uma pitada de pirlimpimpim

e Emilia está ao meu lado.

Lado a lado com Pedrinho.

Entrei no mundo Lobato

pela Chave do Tamanho.

Depois, as Reinações.

Narizinho também veio

com mais um pouco

de pirlimpimpim.

Saci, Festa no Céu,

Emilia casando,

Pedrinho caçando.

Tudo em amarelo.

Até Pica-Pau.

Esse foi, em criança,

meu lugar, meu espaço,

meu sítio imaginário.

Emília sacaneando

realizava meu desejo

com algumas pessoas

em certos momentos:

amigos, professoras,

irmão, pais, avós, tios,

primos, vizinhos,

desconhecidos.

Sabugosa respondia

as perguntas que eu não sabia,

que esquecia, ou que errava.

Minha infância se foi

nas costas do Quindim.

Ficou um pouco do Pedrinho,

algo da Emília e da Narizinho,

do Visconde, da Nastácia

e muito das histórias da Dona Benta.

Ainda ando com uma peneira,

imaginária, para pegar o Saci.

Ainda quero a canastra da Emília.

Ainda quero estar com todos eles.

Como eu desejo...

Mas essa é uma outra história que

Fica para uma outra vez.

Autor: Oswaldo Francisco de Almeida Junior

   83 Leituras


author image
OSWALDO FRANCISCO DE ALMEIDA JÚNIOR

Professor associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual de Londrina. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília. Doutor e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da UFCA- Cariri - Mantenedor do Site.