LITERATURA INFANTOJUVENIL


CAREÇO DE PAZ

Não sei se você que lê este texto carece de paz,

sei que careço.

Eu careço de muita paz...

 

Cato em cada canto do continente, cacos de paz.

Padeço permanentemente pedindo: pare de pisar em pessoas pobres!

Corro com coração em cadente compasso convidando pra corrida contra a pobreza.

População parece perdida:

pede pedaço de pão,

pede pela presença de prato de comida.

 

Crianças com as cabeças complicadas são criminalizadas, começam a crer que consumir crack consola e traz progresso.

 

Projetos param.

Pra quê ler?

Professores perdem potência,

pais permanecem prostrados perante políticos pilantras que pirados só pensam em prosperidade pessoal.

Pra quê paridade?

Peludo coração.

 

Crianças carecem de calmaria,

Colaboração e conversa

carinho, cafuné e candura,

caminho, casulo e cafofo,

cantiga, carta e cartilha;

canto e contos de carochinha,

comida, cambalhota e cacareco,

cachorro, calopsita, cateretê,

caramelo, calor no corpo, coragem e proteção.

Pequenos precisam de piedade,

puerilidade, paciência, papinha, picolé, pipoca, perguntas, peteca, perspectivas, positividade, poema, plantas, pular e promessas palpáveis.

 

Eu, tu, ele, nós, vós eles carecemos de Paz!

2022 caloroso e primoroso para todes

 

(De repente... deu uma vontade de usar, com maior intensidade a palavras todes. Sabem o motivo? Mario Frias “nosso” representante na Cultura desautorizou o uso e eu desobedeci!!!)


   172 Leituras


Saiba Mais





Próximo Ítem

author image
VERDADES SOBRE O LIVRO INFANTOJUVENIL
Março/2022

Ítem Anterior

author image
TEXTOS PARA DORMIR OU PARA DESPERTAR CONSCIÊNCIA
Novembro/2021



author image
SUELI BORTOLIN

Doutora e Mestre em Ciência da Informação pela UNESP/ Marília. Professora do Departamento de Ciências da Informação do CECA/UEL - Ex-Presidente e Ex-Secretária da ONG Mundoquelê.